domingo, 26 de julho de 2015

Novo passaporte ainda não é aceito para aplicar visto japonês

Lançado no dia 10 de julho de 2015 o novo passaporte brasileiro de 10 anos de validade e custando R$ 257,25, não esta sendo aceito para aplicar o visto japonês nos consulados japonês do Brasil. Os consulados alegam que o passaporte brasileiro sofreu atualizações porem estas atualizações não foram informadas a todos os países do mundo, portanto o passaporte antigo, de 5 anos e com o Brasil da republica estampado na capa, é o único documento brasileiro de viagem reconhecido internacionalmente.

Este passaporte novo foi lançado para ajudar na questão de segurança do documento e para adaptar o nosso passaporte aos novos padrões mundiais, mas até o momento não esta sendo solução.

Vamos ver ate aonde vai esta brincadeira.

Cori Passos

sexta-feira, 3 de julho de 2015

Apoie a liberação de visto japonês “long term resident” para yonsei, descendente de quarta geração

Ajude-nos a conseguir a liberação do vistoCadastre-se de longa permanência para o descendente de japonês de quarta geração (yonsei). O visto é concedido hoje apenas para nisseis e saneis, que são os descendentes de segunda e terceira geração, mas os yonseis também tem sangue japonês e portanto o mesmo direito GRUPO NO FACEBOOKde ter concedido o seu visto de “long term resident”. Desenvolvemos um GRUPO NO FACEBOOK, uma PETIÇÃO ON LINE para ser direcionada para o governo japonês e um CADASTRO PARA YONSEI receber novidades. Nesta petição, qualquer pessoaPETIÇÃO ON LINE pode votar, sendo descendente ou não, e pode ser de qualquer país do mundo, para saber mais sobre o projeto, clique neste link e leia o conteúdo completo.

 


TEXTO COMPLETO PARA LIBERAR O VISTO PARA YONSEI

Este texto é um apelo para que o governo japonês libere a emissão do visto de longa permanência de quem tem a quarta geração (yonsei) assim como libera para nissei e sansei.

Apoie-nos.

Quem pegou ajuda do governo japones, pode tirar visto no Brasil? Sim, a partir de 15/10/2013

 
1305334_662676233745369_1758571075_n
Liberaram enfim, em 15 de outubro de 2013 todos que pegaram ajuda poderão fazer a solicitação de visto para o Japão, abaixo tem o link com as novas exigências para slicitar o visto para quem é descnednete de japones, seus conjuges e filhos.
 
Lista com novas exigencias para o visto de quem pegou ajuda
Visto para nissei – Adicionar o contratode trabalho de um ano
Visto para sansei – Adicinar o contrato de trabalho de um ano
Conjuge de nissei, esposo(a) de segunda geração de japonês
Conjuge de sansei, esposo(a) de terceira geração de japonês
 
Abraços a todos s obrigado pelo apoio.
 
 
Era para ser em abril de 2012 a saída dos vistos do pessoal que pegou ajuda… (Já estamos no fim do mes de agosto de 2013, expectativa em alta, e muita frustração por parte de algumas pessoas devido a falta de um comunicado, mas ja saiu um visto de turismo em Curitiba  e mais um visto com certificado de elegibilidade para uma moça, e mais um esta a caminho, para ser solicitado visto no Brasil.)
Os consulados do Japão espalhados pelo Brasil e a embaixada japonesa em Brasília, estão recusando entrada de visto para quem pegou ajuda do governo japonês para retornar ao Brasil no auge da crise financeira mundial (kikoku shien jigyoo). Pelo seguinte motivo: a condição para se conceder a ajuda, era que o interessado aceitasse não voltar ao Japão por três anos, permanecendo em seu país de origem (nesse caso, o Brasil). Existem boatos (não confirmados) de uma pessoa que conseguiu o visto emitido em algum consulado japonês no Brasil, porém, na chegada ao Japão, este foi barrado na entrada e deportado para o Brasil, sem direito a entrar no país o que acaba comprometendo uma nova tentativa de conseguir o visto quando acabar o prazo para permanecer no Brasil.
Sendo isso boato ou não, o ideal para todos, é esperar o tempo combinado e depois tentar o visto normalmente.
passaporte japonesExistem pessoas e algumas agências que estão prometendo conseguir tirar o visto para quem pegou ajuda do governo e pegando dinheiro antecipado e depois dizem que não deu, não é aconselhável aceitar essas condições, pois o consulado japonês só cobra a emissão do visto caso este seja emitido no passaporte, se não der, eles não cobram, não existem agências ou intermediadores que possam fazer isso de outra forma pois o único meio de emitir o visto é através do consulado japonês que vai acatar as regras que foram estipuladas na época do acordo, por isso, não existe meios de emitir visto japonês para quem pegou ajuda do governo japonês na época da crise. Os consulados japones e a embaixada aceitam entrada de vistos para visitas a parentes ou em casos de urgências (doenças de parentes etc…) porém este visto é autorizado pelo Japão, e o consulado apenas concede a autorização caso o Japão decida pelo sim. 
Facebook
NOVIDADES SOBRE QUEM PEGOU AJUDA DO GOVERNO JP
 
Julho/2012 – Cosulado japonês começa a demorar  devolução do visto de sansei,(terceira geração) o que é para demorar 6 semanas em muitos casos passa de dois meses e nada de ser liberado. (leia)
10/04/2012 – O Consulado de São paulo não tem data para poder receber os visto do pessoal que pegou ajuda, como não veio nenhum comunicado do Japão, nem quem compeltou os três anos, poderão fazer solicitação do visto por enquanto, pudera o mercado de trabalho não está nada fácil por lá.
Novembro/2012 – A Kyodo News, uma agencia de Noticia do Japão comeca entrevistas com varias pessoas que pegaram ajuda para fazer uma matéria que será lançada apenas no Japão, esperamos que isso ajude à ter uma resposta das autoridades.
Janeiro de 2013 – Talvez já seja um bom sinal…uma senhora do Paraná, no Sul do Brasil, que pegou ajuda do governo japones para vir para o Brasil,  deu entrada no visto de turismo e conseguiu tirar depois de tres meses, em janeiro de 2013 o visto dela foi lilberado, ela escreveu uma carta ao consulado explicando o motivo da ida e o consulado enviouo o passaporte para o Japão junto com a documentação,  depois de 3 meses o visto foi liberado, o visto´dela é de turismo, para curta permanencia (90 dias) mas já é um alívio, pois é a primeira vez que alguem consegue este tipo de visto no Brasil.

Agosto de 2013, mais um visto japonês sera liberado par auma moça de centro oeste que pegou ajuda, este visto sera liberado com o certificado de elegibilidade  que foi emitido no Japão neste fim do mês, as cosias estao começando a melhorar aos poucos.

Para quem não consegue acessar as páginas dos comentários, segue abaixo os links de todas as páginas .
Página 1 Página 2 Página 3 Página 4 Página 5 Página6
Página7 Página8 Página9 Página10 Página11
Pagina13 Pagina14 Pagina15 Pagina16 Página 17  
Comunidade no Orkut voltada aos beneficiados que pegaram a “ajuda” do governo japones para voltar ao Brasil na época da crise financeira mundial e hoje sofrem com a espera e se alimenta com a perspectiva da volta. http://bit.ly/jwmuZz
 
yahouugroups Bate papo sobre visto japones
Criado para auxiliar a todos a conserguir tirar o visto japones, nos consulados do Brasil, com informações sobre alternativas possivel uando houver alguma dificuldade para conseguir o visto no Brasil. CLIQUE AQUI
 
 
facebook Bate papo sobre visto japones
Criado para auxiliar a todos a conserguir tirar o visto japones, nos consulados do Brasil, com informações sobre alternativas possivel uando houver alguma dificuldade para conseguir o visto no Brasil. CLIQUE AQUI

Saiu visto de quem pegou ajuda do governo japones

Agonia acabou…FINALMENTE
vistoajudado Nesta terça feira 14 de janeiro de 2014 saiu os dois primeiros vistos de quem pegou ajuda do governo japonês, os vistos foram emitidos no consulado de São Paulo, apesar de ter sido solicitado em datas diferentes os vistos foram liberados juntos, de sete semanas de espera, os vistos para nissei (segunda geração de japonês) são liberados em situações “normais” em apenas uma semana e os dois vistos de quem pegou ajuda de segunda geração saiu em sete semanas devido a analise que o consulado tem que fazer junto a imigração japonesa.
 
O visto que normalmente sai de três anos no Brasil, teve um prazo de permanência de apenas um ano, de acordo com o contrato apresentado junto com os documentos na hora da solicitação.

O mais curioso é que este visto vem com uma pequena sequencia numérica logo abaixo da data de nascicmento, esta sequencia não se vê nos vistos de quem não pegou ajuda. Do mais, é tudo normal.

O bom é que a agonia enfim acabou e todos podem correr com os seus documentos e solicitar o seu visto.
www.shigoto.com.br

segunda-feira, 18 de maio de 2015

Como pedir 2ª via do nascimento dos pais para visto japonês

Untitled-1Como fazer para pedir a segunda via da certidão de nascimento ou de casamento dos pais para solicitar visto japonês?

Na lista de documentos para tirar o visto japonês tem um ítem que é meio confuso para entender (Certidão de Nascimento do pai ou da mãe descendente), porém quando o pai casa deixa a certidão de nasciento no cartório e fica só com a certidão de casamento, mas é muito simples pedir, existe duas formas.

  • Saber do pai ou da mãe onde é o cartório de registro
  • Entrar em contato com o cartório através do telefone
  • Se não souber os dados de registro, livro e folha, pode passar o nome do pai completo e data de nasicmento, que o cartório encontra as informações.
  • Pedir número de agência e conta do banco e fazer o depósito (em São Paulo custa 24,10+despesas de envio)

O cartório manda o documento em casa sem maiores dificuldades, pode ser em qualquer estado, aqui na agência eu faço alguns pedidos de Manaus e demora um pouco mas chega, cada estado tem o tempo certo de chegada mas vem sim.

Duvidas ou informações
cori@vistojapones.com.br
+55 11 99445-4148 – whatsapp

www.shigoto.com.br
visto japones, emprego no japao, turismo e passagem para o Japão

quarta-feira, 1 de abril de 2015

Novos valores das taxas do Consulado do Japão em São Paulo

A partir do dia 1º de abril de 2015 as taxas dos serviços consulares sofrerão reajuste conforme tabela a seguir. Os valores entre parenteses ( ) indicam as taxas anteriores ao reajuste. As novas taxas serão aplicadas aos requerimentos aceitos a partir do dia 1º de abril de 2015.

Tipos de documentos

Valores em reais (R$)

 

Novo

Anterior

 

Autenticação de testamento

127,00

(124,00)

 

Passaporte  Comum

Válido por 10 anos

356,00

(348,00)

 

Válido por 5 anos

244,00

(239,00)

 

Para menores com 12 anos incompletos

133,00

(130,00)

 

Passaporte de uso restrito                                              

133,00

(130,00)

 

Alteração dos dados do passaporte

 

Acréscimo do país de destino

36,00

(35,00)

 

Acréscimo de páginas para Visto

56,00

(54,00)

 

Autorização (Documento) de Retorno ao Japão

56,00

(54,00)

 

Vistos de  entrada

Visto de uma entrada

a. Brasileiros e outros

67,00

(65,00)

 

b. Indianos

18,00

(18,00)

 

c. Iranianos

111,00

(109,00)

 

Visto de múltiplas  entradas

a. Brasileiros e outros

133,00

(130,00)

 

b. Indianos

18,00

(18,00)

 

c. Iranianos

222,00

(217,00)

 

Visto de trânsito

a. Brasileiros e outros

16,00

(15,00)

 

b. Indianos

2,00

(2,00)

 

c. Iranianos

111,00

(109,00)

 

Extensão da Permissão de Re-Entrada

67,00

(65,00)

 

Certidões

Certidão de Nacionalidade

98,00

(96,00)

 

Atestado de Residência

27,00

(26,00)

 

Certidão de Nascimento, Casamento, Óbito e outras referentes aos dados pessoais

27,00

(26,00)

Atestado profissional

44,00

(43,00)

 

Reconhecimento de firma ou selo

 

a. de Repartições Públicas

100,00

(98,00)

 

b. Outros

38,00

(37,00)

 

Atestado de Cinzas ou Corpo

56,00

(54,00)

 

Atestado de Procedência de Produtos Brasileiros

98,00

(96,00)

 

Atestado de Importação por País Estrangeiro de Produtos Japoneses

84,00

(83,00)

Atestado da Lista de Pertences Encontrados no Interior do Navio Japonês (de falecidos ou desaparecidos)

20,00

(20,00)

Atestado de Comunicação Marítima

29,00

(28,00)

 

Demais Certidões e atestados que não constam na lista acima

47,00

(46,00)

Para mais informações, favor entrar em contato com o Consulado Geral do Japão em São Paulo: 
Tel.: 11 3254-0100

terça-feira, 31 de março de 2015

Shibuya aprova decisão inédita que reconhece união entre homossexuais

Pelas novas regras, o distrito vai emitir um certificado reconhecendo os casais com base em várias condições

União entre homossexuais no JapãoUma assembleia distrital em Tóquio se tornou nesta terça-feira a primeira no Japão a reconhecer a união entre pessoas do mesmo sexo, um grande avanço para casais homossexuais em um país onde ser abertamente gay ainda é um tabu.

A decisão do distrito de Shibuya, em Tóquio, pode parecer insignificante se comparada com os Estados Unidos, onde o casamento gay só não é legal em 13 Estados, mas a proposta incentivou uma discussão sem precedentes sobre igualdade e pode abrir caminho para medidas similares em outros pontos do Japão.

A comunidade LBGT (lésbicas, gays, bissexuais e transgêneros) tem sido praticamente invisível no Japão, e as uniões civis legais ainda são um sonho distante. Casais do mesmo sexo costumam não poder alugar apartamentos.

Pessoas reunidas do lado de fora da assembleia de Shibuya comemoraram a aprovação da medida por grande maioria, e ativistas mostravam um cartaz de arco-íris com o dizer “obrigado, Shibuya”.

"Não é que queremos algo muito grande. Tudo que queremos é poder viver com as pessoas que amamos”, disse Fumino Sugiyama.

Pelas novas regras, que começam a valer nesta quarta-feira, Shibuya, um dos 23 distritos de Tóquio e região de muitas embaixadas e também um ponto jovem da moda, vai emitir um certificado reconhecendo casais do mesmo sexo, com base em várias condições. Esse documento deve permitir que casais aluguem apartamento e se visitem quando num hospital.

O debate tomou as redes sociais no momento em que o projeto foi lançado, com os jovens geralmente a favor. Perguntado no Parlamento, o primeiro-ministro Shinzo Abe afirmou que parlamentares precisam ser “muito cuidadosos” quando avaliassem se fariam ou não mudanças constitucionais para reconhecer o casamento de pessoas do mesmo sexo.

Alguns na comunidade LGBT também têm se mostrado cautelosos, dizendo que a medida estava sendo usada politicamente para melhorar a imagem do Japão no exterior.

No entanto, a maioria celebrou as novas regras. Dois outros distritos de Tóquio e a cidade de Yokohama (Kanagawa) estão considerando medidas similares.

"Acho que para os gays isso foi realmente um avanço”, afirmou Bob Tobin, escritor e morador de Tóquio, cujo casamento com o seu parceiro japonês nos Estados Unidos não tem reconhecimento legal no Japão.

"Tomara que todo o Japão se dê conta, e eu espero que outras regiões e cidades sigam o exemplo."
Fonte: Alternativa com Reuters

sexta-feira, 6 de março de 2015

Término da validade do Gaikokujin Torokusho

Novo Cartão de Permanência, o Zairyu CardEm 2012, com o início do novo sistema de controle de permanência dos estrangeiros no Japão, foi introduzido o novo Cartão de Permanência,o Zairyu Card. Para as pessoas que entraram no Japão após a data de 9 de julho de 2012, receberam o cartão no aeroporto, mas para os já residentes nesta data, portadores do Gaikokujin Torokusho, foi dado um prazo até 8 de julho de 2015 para efetuar a transferência para o novo cartão. Até então o Gaikokujin Torokusho terá a validade como cartão de residente.

O prazo determinado pelo governo se encerra em 8 de julho deste ano. Os estrangeiros que ainda não efetuaram a sua transferência, deverão efetuá-lo dentro do prazo determinado, até 8 de julho de 2015. Dirija-se ao posto do Departamento de Imigração de sua jurisdição.

Mais informações: Centro de Informações Gerais para Estrangeiros Residentes – Tel: 0570-01-3904 (segunda a sexta das 8h30 às 17h15). Telefones IP, PHS e chamadas internacionais – Tel: 03-8796-7112

Informações baseadas no site do Ministério da Justiça Departamento de Imigração.
Fonte: Nagoya International Center

Antecedentes criminais não esta sendo emitido, impossibilitando entrada no visto de sansei

VISTO SANSEI

Desde 04/03/2015 que não é possivel dar entrada no visto de sansei (terceira geração) para quem ainda nao emitiu o atestado de antecedentes criminais. A secretaria de Segurança de Segurança Publica de São Paulo  esta com o site em manutenção e não é possivel fazer a solicitação on line, o problema é que pessoamente tambem não é possivel devido problema no sistema da SSP.

Os Antecedentes criminais da policia civial e da policia militar é documeetno necessario para fazer o requerimento de visto nos consulados do Japão no Brasil  e renovação dos vistos dos brasileiros que tem o visto de longa permanencia que trabalham no japão.

Resta saber quando resolverão este problema.

Cori Passos

sexta-feira, 27 de fevereiro de 2015

Governo japonês pretende adicionar nova categoria de visto para trabalhadores estrangeiros

visa-japanO governo japonês está planejando adicionar uma nova categoria de visto destinada aos trabalhadores estrangeiros. Tal medida teria como objetivo facilitar o acesso aos estrangeiros cuidadores de idosos.

De acordo com informações divulgadas pela agência Kyodo nesta quinta-feira (26), a proposta de alteração legal deverá ser apresentada à Dieta (parlamento japonês) no início do próximo mês.

A iniciativa faz parte de um esforço para atrair do exterior trabalhadores capacitados para cuidar de idosos diminuindo, então, a escassez de mão de obra nesta área.
Fonte: IPC Digital

quinta-feira, 12 de fevereiro de 2015

Feriado de Carnaval do Consulado do Japão em São Paulo

feriado carnavalInformamos que o Consulado Geral do Japão em São Paulo estará fechado no feriado de carnaval, do dia 16 a 18 de fevereiro.



Fevereiro / 2015

16 segunda-feira Carnaval
17 terça-feira Carnaval
18 quarta-feira Quarta-feira de Cinzas

Para mais informações, favor entrar em contato.

quarta-feira, 10 de dezembro de 2014

Recesso de final de ano do Consulado Geral do Japão em São Paulo

recesso final de ano
Consulado Geral do Japão de São Paulo estará fechado nos dias abaixo:

24 de dezembro

25 de dezembro

29 de dezembro a 02 dejaneiro

   Véspera de Natal

   Natal

   Recesso


Devido ao recesso de final de ano, o Setor de Visto seguirá o calendário abaixo com o intuito de evitar imprevistos como roubos ou perdas de passaportes.
  • 26/12/2014 (sexta): somente retirada de visto (exceto casos de urgência)
  • Atendimento no horário normal a partir de 05/01/2015 (segunda)

Para mais informações, favor entrar em contato com o Consulado Geral do Japão em São Paulo no Setor de Vistos.

Tel.: (11) 3254-0100

segunda-feira, 10 de novembro de 2014

Grupo cobra visto para yonsei em reunião com governo japonês

Apoiada por parlamentares, organização apresentou petição em encontro com representantes do governo

ppt brasileiroPassados quase 25 anos da reforma da lei de controle da imigração que permitiu que os japoneses e seus cônjuges ou descendentes até a terceira geração (sansei) trabalhassem no Japão, uma organização que defende os estrangeiros reafirmou ao governo nesta segunda-feira a necessidade do país liberar o visto de longa duração para yonsei (quarta geração).

Apesar do pedido, o governo ainda não possui nenhuma resposta concreta em relação a liberação do visto, que é aguardado com bastante expectativa pela comunidade brasileira, mas disse que está analisando a proposta.

Tudo indica que o governo deve criar algumas imposições para conceder o visto aos nikkeis de quarta geração, como ter o estudo obrigatório concluído (shoogakkoo e chuugakkoo) para quem já mora no Japão. A necessidade de mais trabalhadores estrangeiros na atual conjuntura também deve pesar na decisão.

Essa foi apenas uma das diversas solicitações apresentadas aos representantes dos ministérios pela Rede Nacional de Solidariedade dos Trabalhadores Migrantes, organização formada por NPOs, sindicatos, grupos religiosos, estudiosos e especialistas que buscam construir uma sociedade japonesa multiétnica e multicultural.

Realizado na sede da Câmara Alta da Dieta (parlamento japonês), o encontro também foi acompanhado de perto pelos próprios membros (sangiin).

O grupo também pressionou o governo para as condições humanas e de trabalho dos “estagiários asiáticos” - os chamados kenshusei – que vem ao país por um determinado período para trabalhar a um baixo custo.

“O papel deste grupo de cobrar o governo é fundamental. A sociedade japonesa viveu muitos anos fechada e agora precisa abrir para a internacionalização”, afirmou Hidekichi Hashimoto, diretor-presidente da NPO ABC Japan, de Yokohama (Kanagawa), uma das entidades participantes do encontro.

“Os brasileiros, principalmente aqueles que optaram por viver no Japão, precisam valorizar o trabalho deles”, acrescentou Hashimoto.

Além das questões de imigração, os grupos também cobraram do governo soluções para os problemas relacionados ao trabalho, como o seguro social, normas trabalhistas, discriminação e regulamentação do trabalho doméstico.

Nesta terça-feira, a rede dará continuidade as discussões com a apresentação de questões ligadas à pobreza, educação e cuidados médicos.
Fonte: Alternativa

segunda-feira, 15 de setembro de 2014

Qual o passo a passo para tirar o visto para o Japão

Para quem pegou ajuda e para quem não pegou, abaixo tem todos os passos para tirar o visto japones, partindo do zero. até o visto esta pronto em mãos. Visto especifico para descendente de japones

1º Passo – Pedir o koseki tohon no Japão.
Como? Copias simples de: Nascimento, identidade, koseki antigo.

2º Passo – Solicitar o passaporte na polícia federal do Brasil
Como? Entrar no site www.dpf.gov.br e

3º Passo – Solicitar documentos dos pais e avós como, CERTIDÃO DE CASAMENTO,  CERTIDÃO DE NASICMENTO ou CERTIDÃO DE ÓBITO.

4º Passo – Para quem é casado providenciar as provas do relacionamento (CLIQUE NO LINK PARA VER O QUE SERVE)

5° Passo – Para quem pegou ajuda, conseguir alguem que emita o contrato de trabalho de um ano, que pdoe ser feito por agencias no Brasila ou parente que esteja trabahando no Japão.

*Além desses pasos tem os documentos normais que são utilizados para quem vai tirar o visto japones, caso tenham duvidas, por favor amndem e-mail para cori@vistojapones.com.br que eu respondo ou adicionem no whatsapp 11 9 9445 4148

Cori Passos

quarta-feira, 13 de agosto de 2014

Divórcio: “Visto não é moeda de troca”

Divórcio entre casais brasileiros no Japão é comum e atinge principalmente os filhos pequenos

Divórcio: “Visto não é moeda de troca”O divórcio entre casais brasileiros no Japão é comum e atinge na maioria das vezes casais com filhos pequenos, que são as maiores vítimas do processo. A desagregação familiar começa a partir do abandono do lar por um dos cônjuges, quando se inicia também uma indevida batalha de nervos para a solução do problema familiar.

Ao longo do “fenômeno dekassegui”, deparamos com pesquisadores e acadêmicos que estudam a dissolução conjugal da família brasileira no Japão. Mas não é necessária uma pesquisa com profundidade para relatar aqui alguns dos itens que motivam a separação. Muitos deles são mencionados pelos próprios divorciados: o estresse gerado pelo excesso de trabalho, a independência financeira das partes, sobretudo da mulher, o excessivo materialismo e o desmoronamento da própria identidade, costumes, transformações dos princípios e aspirações.

Já no processo de negociação, o que mais indigna – e isso tem ocorrido com freqüência – vem do interesse individual daquele que é descendente e sutilmente se aproveita dessa situação. Não é segredo que o visto de permanência no Japão para o não-descendente depende do casamento e da convivência com o nikkei para ser renovado. Isso continua sendo motivo de pressão e até de extorsão de dinheiro por parte de muitos descendentes, que se julgam espertos o suficiente para ganhar benefícios usando de forma ilegal a regra da Imigração. Em outras palavras, significa que o nikkei usa a dependência do outro para se proteger do desequilíbrio do convívio familiar.

As chantagens que são feitas aos não-descendentes são as mais diversas e reprováveis. Passam pela disputa da guarda dos filhos menores, proibição de visitas, transferência de bens imóveis no Brasil e, a mais comum, cobrança ilegal de dinheiro para tramitar de maneira consensual o requerimento do visto na Imigração.

É importante esclarecer aos oportunistas de plantão que a descoberta pelas autoridades do ganho financeiro por esse ato delituoso se desdobra na abertura de inquérito policial, com a conseqüente punição judicial.
Fonte: IPC Digital

terça-feira, 20 de maio de 2014

Visto específico para neto de japonês–sansei, no PR

Para tabalhar no Japão, os descendentes de japoneses de terceira geração do estado do Paraná, precisam solicitar o certificado de elegibilidade para poderem solicitar o visto, abaixo tem a lista de quais os documetnos necessários para sansei (descendentes de terceira geração) tirar o visto no consulado japonês de Curitiba.

Documentos Necessários:Visto para sansei no Paraná

(1) Passaporte com validade mínima de seis meses (passaportes anteriores com visto japonês se tiver)
(2) Formulário de pedido de visto para entrar no Japão, preenchido e assinado conforme o passaporte
(3) Uma foto 3x4 cm recente (tirada há no máximo seis meses, com fundo claro e sem data)
(4) Original e cópia simples do Certificado de elegibilidade (zairyu  shikaku nintei shomeisho)
(5) Cópia autenticada do documento de identidade (RG) do requerente
(6) Cópia autenticada da Certidão de Nascimento do requerente
(7) Cópia autenticada da Certidão de Nascimento do pai e/ou mãe descendente
(8) Cópia autenticada do documento de identidade (RG) do pai e/ou mãe descendente
*Caso seja(m) falecido(s), apresentar a cópia autenticada da Certidão de Óbito.
(9) Cópia autenticada da Certidão de Casamento dos pais


Certificado de elegibilidade

Obs.: Caso necessário, outros documentos poderão ser solicitados.

Horário de atendimento do setor de visto:
Solicitação: de segunda a sexta-feira, das 9:00 às 11:00
Retirada: a partir de 9:00 do dia seguinte à solicitação
(de segunda a sexta-feira, das 9:00 às 12:00 e das 14:00 às 17:30)
Informações: de segunda a sexta-feira, das 9:00 às 12:00 e das 14:00 às 17:30
informações por e-mail: cori@vistojapones.com.br